PERIGO DE INCÊNDIO RURAL DE 3 DE SETEMBRO ATÉ 07 DE SETEMBRO

De acordo com a informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera
(IPMA), prevê-se para os próximos dias:
 
-  Subida gradual da temperatura, em especial da máxima. Noites tropicais a partir da noite do dia
3 para dia 4.
- Humidade dos combustiveis finos mortos com valores elevados (>90) em todo o território.
- Indice de propagação inicial do fogo com diminuição nos próximos dias a sul do sistema
montanhoso Montejunto-Estrela, mas com tendência a aumentar em todo o território a partir  de dia 4.
- Humidade relativa ao ar com valores baixos, e com pouca recuperação noturna, exceto na
faixa costeira. Vento até 25 km/h do quadrante leste, por vezes até 40 km/h nas terras altas até final
da manhã e no final do dia, e de noroeste até 20 km/h durante a tarde na faixa costeira ocidental.
 
Este cenário meteorológico irá traduzir-se num aumento dos índices de risco de
incêndio, a partir de amanhã dia 3, com condições favoráveis à rápida 
propagação de incêndios rurais.
 
O SMPC recorda que durante o Período Crítico é PROIBIDO:
 
    - Fazer queimadas extensivas;
    - Fazer queima de amontoados;
     - Utilizar fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural salvo se, usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados, para o efeito;
     - Fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais;
     - Lançar balões de mecha acesa e foguetes. O uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da câmara Municipal;
     - Fumigar ou desinfetar apiários exceto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas;
     - Usar motorroçadoras (exceto se possuirem fio nylon), corta-matos e destroçadores nos
dias de Risco Máximo. Evite o uso de grades de disco.
 
É OBRIGATÓRIO:
     - Usar dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos de escape e
chaminés das máquinas de combustão interna e externa nos veículos de transporte pesados e 1 ou 2 extintores de 6 kg, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas.
 
APOSTE NA FLORESTA, EVITE OS INCÊNDIOS RURAIS